Intervenção

“Vivemos em tempos egoísticos e expor uma opinião, sobre qualquer assunto,
transformou-se em um ato de coragem.”

⊂ Da série “veio pelo whats” ⊃

      Eu sou pelo lado branco da força, pela simples razão de que é o aspecto mais justo de qualquer processo na vida, respeitando e aceitando a dualidade de tudo. É assim que eu sinto, então é assim que eu atuo. Faço aos outros tudo aquilo que desejo que façam comigo. Não vou além do “alcance das minhas pernas”. Não ponho “os cavalos na frente da carroça”. Me esforço bastante para afinar com as Leis Universais mas ainda fico put@davida quando sou atingida pelas consequências dos atos imbecis dos pouco iluminados. Apesar de saber que tudo está interligado, tem hora que é muito difícil não sentir fortíssima indignação mexendo com minhas entranhas, provocando um desejo imenso de cobrir de porrada o tal indivíduo egoísta que está causando interferência além da conta nos acontecimentos da grande teia! E se for um grupo grande atuando indigna e perigosamente, dá vontade é de passar o rodo mesmo! Afinal, a Presença Divina usa-nos para atuar no mundo material (lógico!) e eu não tenho problemas para agir nesse sentido.
handgunaLamentando muito que ainda conste como crime o que eu considero o início da solução, sigo tentando entender o sentido dos acontecimentos e, ao mesmo tempo, treinando a paciência, o não julgamento e a entrega.

Daí me chega pelo “whats” o texto abaixo me ajudando a perceber a perfeição da conduta dos Militares diante da situação atual do Brasil. E como não poderia deixar de ser, estão cumprindo sua missão perfeitamente!

“Há 54 anos, pediram Intervenção Militar. Foram ouvidos.
O Brasil foi salvo, mas teve que pagar um preço.
Ao longo dos anos, a Intervenção virou “golpe” e o governo militar, “ditadura”.
Os heróis foram abandonados, esquecidos e injuriados…
…viraram “torturadores e fascistas”.
Quem abraçou a carreira militar, tem que conviver com salários abaixo do medíocre, face às enormes responsabilidades com que têm de lidar,
usualmente é “amordaçado” para não se manifestar como cidadão,
é caçado e morto na “cidade maravilhosa”, não têm equipamentos,
armamento e munição para estarem preparados para fazer o que deveriam
e tem que ver seus filhos aprenderem nas escolas
que as FFAA eram o “lado inimigo”
enquanto Marighelas e Dilmas eram “bravos heróis
que lutaram por liberdade”
e a “Comissão da Verdade” prova isso só com palavras…
Pois bem. A História evolui, mas é cíclica.
O Brasil se vê nas entranhas de um poço e continua cavando.
Alguns pedem desesperadamente por Intervenção Militar
sem saber ao certo o que é e pra que serve.
Pois eu digo: Resolvam o problema com o “voto direto”
que tanto pediram após abandonarem e cuspirem naqueles que os salvaram.
Suportem as convulsões de um organismo adoecido,
pois não aceitaram remédios amargos antes!
Hora de ser “brasileiro com muito orgulho e muito amor”!
Se a sociedade quisesse heróis, teria sido justa na História.
Hoje a sociedade não necessita de salvação, mas sim de evolução.
Na beira do penhasco, ou se extingue ou se evolui.
Não quero estar sentado numa cadeira, em 30 anos,
respondendo como um criminoso,
só porque fiz o que tinha de fazer pra salvar o meu país.”

Infelizmente não consegui descobrir o autor. Em poucas palavras expôs grandes verdades. E faz lembrar de tantas outras verdades que estão documentadas em livros, jornais, revistas, arquivos de áudio e imagens. Verdades que pessoas daquela época vivenciaram e testemunharam (eu sou uma!). Verdades negadas, estupradas e moldadas durante uns bons 30 anos…
No fundo, no fundo, eu fico com raiva para evitar a desesperança. Pois quando eu deixo de me importar, é o fim.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.