Esse tal Egoísmo

rostoPNG      As noções básicas de Psicologia, que obtive lá nos idos do “segundo grau” (uau!), me ensinaram que a personalidade do ser humano é composta de três estruturas que, pelo meu entendimento e a grosso modo, funciona assim:
⇒ ID é o nosso eu bestial, formado pelos instintos e pelos impulsos orgânicos e está sempre procurando pelas coisas que produzem o prazer em todos os sentidos. Não sabe o que é lógica, moral, limite e por aí vai.
⇒ SUPEREGO abriga as noções da moral, do bem e do mal, do certo e do errado, do que é apropriado e do que é inapropriado, do justo e do injusto, etc. Ou seja, todas as noções que são absorvidas através dos ensinamentos e exemplos dos pais e através das vivências dos acontecimentos e circunstâncias do meio circundante.
⇒ EGO é quem gerencia o Id e o Superego, para que possamos nos posicionar de forma adequada e prazerosa perante os inúmeros contextos do Mundo Exterior. É através do Ego que conseguimos harmonizar o imediatismo e desejos do Id com o materialismo do Superego.

      Esse “Trio Parada Dura” é o que dá os tons da personalidade de cada um de nós e não é adequado que um funcione mais que o outro. Há que se ter um equilíbrio, como em tudo na vida, mas não é o que se vê atualmente!
grito menor

Tem um tempão que eu noto que as pessoas não possuem a mais básica noção de si mesmas e com isso se perdem, tornando-se reféns do ego e dos desmandos do meio onde vivem. Estão doentes da alma, das emoções e do corpo. Por isso os níveis alarmantes de raiva, rancor, insatisfação, orgulho, animosidade, desprezo, agressividade, frustração, ansiedade, depressão, ressentimento, inveja, ganância, prepotência, absolutismo, arbitrariedade, hipocrisia, violência, abusos, excessos…

Não faça aos outros aquilo que não gostaria que te fizessem! A sua sinceridade não tem o direito de agredir a auto estima do próximo.
O seu conhecimento não tem o direito de humilhar o próximo. O seu ponto de vista não tem o direito de destruir o entusiasmo do próximo. A sua percepção das coisas não tem o direito de denegrir o próximo. A sua ausência de empatia serve apenas para alimentar o seu egocentrismo.

O “Mundo” não é nosso inimigo, nós é que não sabemos nos posicionar adequadamente perante as ocorrências e circunstâncias! O Universo retribui o que oferecemos a ele, seja por meio de gestos, palavras, ações ou intenções!

Mas aviso logo, nãPoder de Transformaçãoo se iluda. Evoluir como ser humano demanda tempo, esforço e dor. Comprometer-se consigo mesmo, sair da sua zona de conforto e abolir o vitimismo são passos importantes para se tornar uma pessoa melhor. À primeira vista é assustador, mas ao primeiro passo sincero e verdadeiro nessa direção, mesmo se estiver com medo, os caminhos se apresentam mais rapidamente e as ferramentas para o caminhar surgem prontamente e de onde menos se espera.

É uma batalha, sim! E é chamada de “Bom Combate”.
Foi assim comigo no início do meu comprometimento. E permanece sendo uma batalha, mas estou aprendendo a distinguir melhor as armadilhas do ego e consigo escapar da maioria delas. Muitos me acham maluca, outros me tomam como tonta, otária ou até simplória, mas a opinião do meu próximo não tem o direito de parar o meu caminhar. Permaneço na batalha, por vezes tropeçando e até falhando, mas sempre em frente, da melhor forma que eu puder, honrando o meu “Bom Combate”. Dói, mas vale a pena.

Um comentário em “Esse tal Egoísmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.