A Morte da Mídia Offline e a União Europeia

      Com a aprovação de nova legislação a respeito dos direitos autorais no mundo digital, o Parlamento Europeu iniciou uma nova fase da internet.

Está acontecendo uma grita muito grande sobre uma tal “Diretiva de Direitos Autorais no Mercado Único Digital da União Europeia”. Fiquei curiosa e acessei várias fontes para tentar entender os artigos 11 e 13, que são os principais focos da queixa generalizada dos produtores de conteúdo.
O rebuliço que essa diretiva provocará no universo da internet é grande e a grita está com toda razão!
Depois de duas tardes inteiras lendo matérias de sites confiáveis e assistindo vídeos igualmente respeitáveis, cheguei a uma óbvia conclusão, apesar das várias formas de entendimento que essa situação toda oferece. Pelo menos para mim é óbvia e enervante.
Resumindo de uma forma bem curta e grossa: os paladinos politiqueiros com vieses ideológicos socialista ou comunista (ou tudo junto e misturado) se uniram às grandes (e agonizantes) indústrias de mídia offline para criar uma nova ferramenta no intuito de censurar e controlar a internet, lá na Europa.
As pessoas mudaram muito seus meios de consumir conteúdo e essas indústrias perderam muito terreno para as plataformas online hospedeiras desses conteúdos. Com isso, os lucros com vendas e patrocinadores caiu drasticamente. Somado a isso está a política, que empesteia tudo. Mídia e política caminham junto desde priscas eras, não é mesmo? As pessoas são as fornecedoras do dinheiro, portanto devem ser manipuladas e mantidas sob controle para que os interesses políticos e financeiros de poucos sejam de fácil obtenção. Dinheiro e pessoas em níveis de fácil manipulação, eis os objetivos reais por trás da pretensa defesa dos direitos autorais através dessa “Diretiva”. É a minha opinião.
Sabedores que tudo no universo está interligado, é fácil perceber que essa pataquada não ficará restrita à Europa. Atingirá o mundo todo, é uma mera questão de tempo. E os desdobramentos podem seguir direções assustadoras! Todos nós somos produtores de conteúdo. Todos nós somos consumidores de conteúdo. Todos nós devemos participar desse protesto e esse post é a minha contribuição.

Assista o excelente vídeo do site “Código Fonte” e leia mais a respeito clicando nos vários links que eles fornecem e também clicando em “Tudo Celular” , outro site super bacana. Caso se interesse pela opinião oficial de Susan Wojcicki, diretora executiva do Youtube, plataforma mais atingida nessa confusão toda, clique aqui (em inglês). 
Clique em #saveyourinternet e conheça a nossa forma de protestar contra os perigos dessa diretiva. Participe!
Eu sei que existem melhores formas de se garantir os direitos de todo mundo e também sei que a internet sempre acha esses meios, mas protestar e garantir a liberdade da rede é absolutamente necessária neste momento! Eterna e permanente vigilância é o preço da liberdade. #Vombora

nemtudo

Anúncios

4 comentários em “A Morte da Mídia Offline e a União Europeia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.