Desligar o “automático”

“Certifica de veres morrer alguns defeitos antes de ti” – Sêneca

O autoconhecimento requer ter ciência e estar ciente de cada vez mais coisas que acontecem dentro e fora de si. Observar, entender e vigiar as emoções, os sentimentos, os pensamentos e suas correspondências em atos e ações.

“O Pensador”, de August Rodin

Uma emoção é um conjunto de respostas químicas e neurais baseadas nas memórias emocionais, e surgem quando o cérebro recebe um estímulo externo.
As emoções podem ser primárias, secundárias e de fundo.
As primárias são aquelas mais perceptíveis pelas pessoas ao nosso redor, como pânico ou alegria.
Já as emoções secundárias nem sempre são visíveis, como nervosismo, vergonha ou culpa.
As emoções de fundo são aquelas não perceptíveis, que proporcionam uma forma de bem ou mal-estar, como calma ou angústia.
Os três tipos de emoções sempre causam reações físicas.

O sentimento é o resultado de uma experiência emocional, é uma resposta que reflete como a pessoa se sente diante daquela emoção. Sendo assim, essas reações geradas pelas emoções serão os gatilhos para a criação de sentimentos.

Diferentemente das emoções, os sentimentos são menos intensos e duram muito mais tempo. Também podem não ser passageiros e, em alguns casos, duram a vida toda. O que pode ser bom (como um sentimento de amor) ou ruim (como um sentimento de ódio).

Então, as emoções são reações do cérebro perante um acontecimento, mas são passageiras e podem gerar sentimentos ou não. Já um sentimento, criado a partir de uma emoção, é duradouro.

Uma vez que são as emoções que dão origem aos sentimentos, esses dois tipos de reação estão totalmente relacionados entre si. Da mesma forma que uma emoção desperta um sentimento, um sentimento é capaz de gerar mais emoções da mesma espécie.

Cada evento da nossa existência, desde os mais prosaicos aos mais importantes, produzem emoções, que por sua vez ficam imantadas com os seus respectivos gatilhos emocionais – os sentimentos – e tudo isso fica armazenado no inconsciente.
Esses conteúdos vibram em nosso campo psíquico de acordo com suas frequências e criam sinapses.
São essas vibrações/sinapses que produzem os pensamentos.

Portanto os pensamentos nascem no plano mental como consequência de uma emoção que gerou determinado(s) sentimento(s), como uma inquietude, uma necessidade, uma aspiração…

O pensamento é o principal veículo do processo de conscientização e o ego é a ponte que liga o plano mental ao plano manifesto. Devido ao desconhecimento e consequente descontrole das emoções, essa ligação do mental com o material realiza-se de maneira inapropriada, podendo tornar-se equivocada, caótica ou até mesmo doentia.

Quanto menos nos afetarmos com a experiência vivida, menos emoções emprestamos ao processo. Consequentemente menos poder damos ao ego e mais poder temos sobre nossas vidas.

Optar pelo autoconhecimento requer comprometimento e coragem para desconstruir crenças, certezas, padrões…
É convidar e vivenciar o caos pessoal para, então, alcançar a satisfação interior.
Cada qual no seu nível de entendimento e percorrendo o caminho escolhido deve aceitar o seu tempo e cultivar a sua espiritualidade.
E nesse caminhar, cuidar de realizar a sua vontade, respeitar a vontade dos demais e jamais causar dano ou prejuízo à criatura alguma.

É preciso…

Fontes: Wikipédia
Somos Todos Um
Keli Soares
Nina Taboada

2 comentários em “Desligar o “automático”

  1. Há quanto tempo não venho por aqui… vejo que você está mesmo na mesma fase que eu, como disse. Ver uma dissecação da coisa aqui nesse post incrível dá até uma aliviada na barra. Sempre que coloco alguma coisa num plano racional, é mais fácil pra mim. Obrigado por fazer isso por mim. Grande abraço!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá, Amigo Daniel! Parece que abraçamos o caos da reconstrução pessoal, não é mesmo?! Muito feliz de saber que te ajudei! Consegui retribuir um pouco o tanto que seus posts já fizeram por mim! Abração!

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.