Um Soldado Notável

Um homem de extrema força moral, intelectual, emocional e espiritual cujo comando formidável ajudou a salvar a democracia do Brasil. No dia 26 de dezembro de 2018, em sua coluna "360 Graus", na página 19, do jornal "Correio Brasiliense", Jane Godoy me trouxe mais da sabedoria desse admirável ser humano. O pouco que sei sobre … Continue lendo Um Soldado Notável

Anúncios

Exorcismo Político

      "Sem foro é MORO!"                                                      ⊂ Da série "veio pelo whats" ⊃ FORA: -Dilma Rousseff (PT-MG); -Lindbergh Farias (PT-RJ); -Eduardo Suplicy (PT-SP); -Jorge Viana (PT-AC), -Delcidio do Amaral (PTC-MS); -Fernando Pimentel (PT-MG); -Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM); - Fernando Collor (PTC-AL); -Roseana Sarney (MDB-MA); -Sarney Filho (MDB-MA); -Edison Lobão (MDB-MA); -Valdir Raupp (MDB-RO); -Eunício Oliveira (MDB-CE); … Continue lendo Exorcismo Político

Horóscopo Nordestino

      Minha admiração pelo povo nordestino é imensa! Seus sotaques, musicalidade, religiosidade, coragem e bom humor são admiráveis! Os povos da região nordeste e da região sul são os que mais admiro no que se trata de coragem. Sua cultura e religiosidade também são marcantes, mas tem um quesito que o nordestino leva … Continue lendo Horóscopo Nordestino

Natureza na Veia!

      Algum tempo sem postar por uma boa razão. Eu e o marido estávamos viajando. Sair da rotina é uma atitude saudável e necessária tanto para o aspecto material quanto para o energético-espiritual. É importante para nós. Fomos conhecer um pouco da região centro-oeste do Brasil. Bonito e Passo do Lontra, Mato Grosso … Continue lendo Natureza na Veia!

Poema enclausurado

Divagações&Pensamentos, com sua licença, mas não tem como não reblogar!
S E N S A C I O N A L !

Divagações & Pensamentos


(Gostou? veja também Poema da esperança )///.
Preso em meus pensamentos
Sem conseguir me guiar
Vejo esquinas que seduzem
Mas não levam a nenhum lugar
Observo ruas indicando saídas
Rumando sem qualquer direção
Não há semáforos a orientar
As luzes piscam insistentes
E confundem se é seguir ou ficar
As placas brincam de aqui acolá
E nesse balé esquecem de organizar
Servem mesmo é para desorientar

Enclausurados os pensamentos
As palavras começam a congestionar
Desordenadas não encontram o seu lugar
Vão sendo deixadas nas calçadas
Ou simplesmente se perdem no ar
As poucas frases que se querem formar
Logo se desesperam e se põem a evaporar
É trânsito impedido para todo direcionar
O que resta é no meio-fio sentar e meditar
Ir catando as palavras que teimosas querem ficar
Ter perto uma sarjeta para os maus pensamentos escoar
Pegar uma caneta e um papel e começar a poetizar

Ver o post original