A CURA em Um Dia Estranho

Ceda-me seus olhos para que eu possa ver o cego beijar minhas mãos. O Sol está murmurando. E enquanto ele está de joelhos minha cabeça se transforma em pó. E a areia e o mar crescem. Eu fecho meus olhos e atravesso lentamente as ondas asfixiantes, me perdendo em um dia estranho. E eu dou … Continue lendo A CURA em Um Dia Estranho